sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 400 migrantes detidos na Líbia antes de embarcarem

Cerca de 400 migrantes clandestinos foram detidos pelas autoridades líbias antes de embarcarem para atravessarem o Mediterrâneo e alcançarem a Europa, anunciou hoje o organismo líbio encarregado da luta contra a imigração ilegal.

© Hani Amara / Reuters

Os migrantes, na maioria originários da Somália e da Etiópia, foram detidos hoje de madrugada quando se preparavam para embarcar em Tajoura, uma pequena cidade a leste de Tripoli, disse à agência France Presse Mohamed Abdel Sala mal-Qoeiri, porta-voz do organismo dependente das autoridades de Tripoli, não reconhecidas pela comunidade internaciona.

Várias grávidas integravam o grupo, segundo Qoeiri.

Um repórter fotográfico da AFP viu dezenas de migrantes chegarem em viaturas a um centro de retenção de Tripoli.

A sua detenção coincidiu com o lançamento pelas autoridades de Tripoli de um plano de luta contra a imigração clandestina e os traficantes, declarou um alto responsável da segurança líbio.

As partidas clandestinas têm aumentado nos 1.770 quilómetros da costa da Líbia desde que após a queda do regime de Muammar Kadhafi em 2011 o país mergulhou no caos, minado pela luta pelo poder entre dois governos e dois parlamentos.

As costas líbias situam-se a pouco mais de 300 quilómetros da ilha italiana de Lampedusa, que centenas de migrantes vindos de África, da Síria ou de outras zonas de conflito tentam alcançar a cada semana.

Segundo dados da Organização Internacional para as Migrações, desde o início do ano e até 07 de maio tinham chegado a Itália mais de 34.500 migrantes e 1.770 tinham morrido ou desaparecido no mar. Em todo o ano de 2014 foram registados 3.300 mortos.





Lusa
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.