sicnot

Perfil

Mundo

Mais de trinta mil habitantes retirados de Hannover devido a bomba da II Guerra

As autoridades de Hannover ordenaram hoje a retirada de 31.000 pessoas das suas habitações para desativar uma bomba de 250 quilos da Segunda Guerra Mundial, numa das maiores operações do género registadas na Alemanha. 

Arquivo

Segundo informações das autoridades, a bomba permaneceu oculta durante mais de 70 anos nos terrenos de uma escola e foi descoberta durante obras na zona. 

Perante o estado do engenho, os técnicos recomendaram a sua urgente desativação, tendo sido de imediato ordenada a retirada das populações que habitam esta área num raio de um quilómetro quadrado, operação iniciada no final da tarde. 

As pessoas que não possuam um alojamento alternativo em casa de familiares ou amigos poderão passar a noite num pavilhão preparado para os acolher, informou a câmara municipal. 

De acordo com os 'media' locais, já foram colocados diversos contentores em redor do local onde se encontrou a bomba para limitar a onda expansiva, e em caso de explosão do artefacto.  

Esta foi uma das maiores operações de retirada de populações para desativar bombas, apesar de não ter atingido a dimensão registada em Koblenz (centro-oeste), onde em 2011 foram deslocadas 45.000 pessoas das suas casas como medida de segurança após a descoberta de uma bomba da Segunda Guerra Mundial. 

Hannover foi alvo de numerosos bombardeamentos aliados durante a Segunda Guerra Mundial, tendo sido lançadas mais de um milhão de bombas sobre a cidade. 

Apenas na madrugada de 9 de outubro de 1943 calcula-se que caíram sobre Hannover 261.000 projéteis, que provocaram 1.245 mortos e deixaram 250.000 pessoas desalojadas. 






Lusa
  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.