sicnot

Perfil

Mundo

Mais de trinta mil habitantes retirados de Hannover devido a bomba da II Guerra

As autoridades de Hannover ordenaram hoje a retirada de 31.000 pessoas das suas habitações para desativar uma bomba de 250 quilos da Segunda Guerra Mundial, numa das maiores operações do género registadas na Alemanha. 

Arquivo

Segundo informações das autoridades, a bomba permaneceu oculta durante mais de 70 anos nos terrenos de uma escola e foi descoberta durante obras na zona. 

Perante o estado do engenho, os técnicos recomendaram a sua urgente desativação, tendo sido de imediato ordenada a retirada das populações que habitam esta área num raio de um quilómetro quadrado, operação iniciada no final da tarde. 

As pessoas que não possuam um alojamento alternativo em casa de familiares ou amigos poderão passar a noite num pavilhão preparado para os acolher, informou a câmara municipal. 

De acordo com os 'media' locais, já foram colocados diversos contentores em redor do local onde se encontrou a bomba para limitar a onda expansiva, e em caso de explosão do artefacto.  

Esta foi uma das maiores operações de retirada de populações para desativar bombas, apesar de não ter atingido a dimensão registada em Koblenz (centro-oeste), onde em 2011 foram deslocadas 45.000 pessoas das suas casas como medida de segurança após a descoberta de uma bomba da Segunda Guerra Mundial. 

Hannover foi alvo de numerosos bombardeamentos aliados durante a Segunda Guerra Mundial, tendo sido lançadas mais de um milhão de bombas sobre a cidade. 

Apenas na madrugada de 9 de outubro de 1943 calcula-se que caíram sobre Hannover 261.000 projéteis, que provocaram 1.245 mortos e deixaram 250.000 pessoas desalojadas. 






Lusa
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.