sicnot

Perfil

Mundo

Poroshenko diz que a Ucrânia está numa "guerra real" com a Rússia e existe risco de ofensiva

O Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, afirmou hoje que a Ucrânia está envolvida numa "guerra real" com a Rússia, alertando que uma "ofensiva" militar russa pode acontecer a qualquer momento. 

AP

"Isto não é uma luta contra os separatistas apoiados pela Rússia, é uma guerra real com a Rússia", disse o chefe de Estado ucraniano, numa entrevista ao canal público britânico BBC.

"O facto de termos capturado (...) soldados das forças especiais russas é uma prova sólida", acrescentou. 

O conselheiro dos serviços ucranianos de segurança, Markian Lubkivski, anunciou hoje que os dois alegados soldados russos capturados no leste separatista pró-russo da Ucrânia foram acusados de "atividades terroristas". 

Na terça-feira, os serviços de segurança ucranianos (SBU) convidaram vários 'media' internacionais e representantes da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), da União Europeia e da Amnistia Internacional para se deslocarem ao hospital militar de Kiev para verem os dois homens feridos em combate.

A Ucrânia apresentou-os como soldados das forças especiais russas, enquanto a Rússia afirmou que os homens eram antigos militares.

Ucranianos, europeus e norte-americanos continuam a denunciar a presença de forças regulares russas ao lado dos rebeldes separatistas do leste ucraniano, acusação que Moscovo nega categoricamente.

"Penso que eles preparam uma ofensiva e penso que devíamos estar prontos, e penso que não lhes vamos dar qualquer oportunidade para relançarem as provocações", assegurou Petro Poroshenko, ainda em declarações à BBC. 

O Presidente ucraniano acrescentou que não confia no seu homólogo russo, Vladimir Putin, realçando, no entanto, que tem de dar uma oportunidade à diplomacia.

Também referiu que os territórios do leste ucraniano controlados pelos rebeldes não podem ser tomados através da via militar.

"Duvido que a libertação dos meus territórios possa ser feita através de meios militares", reforçou Poroshenko.

O conflito armado entre o exército ucraniano e os rebeldes pró-russos fez mais de 6.200 mortos desde abril de 2014. 

Uma nova trégua foi acordada em fevereiro último em Minsk, na Bielorrússia, sob a mediação da França e da Alemanha e na presença do Presidente russo, mas os atos de violência naquela região continuam a ser quase diários.










Lusa
  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.