sicnot

Perfil

Mundo

Irlanda diz "sim" ao casamento homossexual em referendo histórico

Os irlandeses aprovaram por larga maioria a legislação sobre o casamento homossexual, num referendo histórico que decorreu na sexta-feira, referem os primeiros resultados divulgados este sábado pela televisão pública RTE e relativos à maioria das assembleias de voto. 

A Irlanda torna-se assim o 19.º país - o 14.º na Europa e onde se inclui Portugal - a legalizar o casamento homossexual. No entanto, foi o único a organizar um referendo sobre este tema, com os restantes países a optarem pela via parlamentar.

A Irlanda torna-se assim o 19.º país - o 14.º na Europa e onde se inclui Portugal - a legalizar o casamento homossexual. No entanto, foi o único a organizar um referendo sobre este tema, com os restantes países a optarem pela via parlamentar.

© Cathal McNaughton / Reuters

Segundo estes resultados, o "sim" deverá recolher 62,3% dos votos quando estavam contabilizadas 40 das 42 circunscrições, garantindo desde já a aprovação da nova reforma constitucional que autoriza o "casamento entre duas pessoas, sem distinção de sexo". 

A Irlanda torna-se assim o 19.º país - o 14.º na Europa e onde se inclui Portugal - a legalizar o casamento homossexual. No entanto, foi o único a organizar um referendo sobre este tema, com os restantes países a optarem pela via parlamentar. 

Este resultado, registado 22 anos após a despenalização da homossexualidade, constitui uma derrota para a Igreja católica irlandesa, que promoveu uma campanha ativa pelo "não" e traduz a sua erosão na sociedade irlandesa. 

Durante a campanha, a Igreja, apoiada por grupos conservadores, movimentos antiaborto e uma minoria de senadores e deputados, defendeu que o casamento homossexual atenta contra os valores da família tradicional e vai modificar radicalmente os processos de adoção, incidindo negativamente nos direitos dos menores.

A República da Irlanda promulgou em 2010 uma "lei de relações civis" que, pela primeira vez no país, reconhecia legalmente os casais de pessoas do mesmo sexo, mas não as classificava como "casamento" nem lhes conferia proteção constitucional, como passa a ocorrer com a vitória do "sim".

Mais de 3,2 milhões de irlandeses foram chamados na sexta-feira às urnas para se pronunciarem contra ou a favor do casamento homossexual num país onde a influência da Igreja Católica, embora em declínio, continua forte.

A Irlanda, país de 4,6 milhões de habitantes, votou em 1995 pela legalização do divórcio, apesar da Igreja também se ter oposto. O aborto continua proibido, sendo apenas praticado caso a vida mãe esteja em perigo.

Com Lusa
  • Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade
    3:12
  • Peso dos salários na economia diminuiu
    2:34

    Economia

    Portugal é dos países onde o peso dos salários na economia mais diminuiu. Ou seja, os salários portugueses foram dos mais encolheram com a crise. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho que sublinha as implicações negativas ao nível social e económico.

  • Inaugurado Ikea de Loulé
    3:51

    Economia

    Centenas de pessoas aguardavam à porta do Ikea de Loulé para a inauguração da nova loja no Algarve, uma semana depois do acidente que matou uma trabalhadora. A cerimónia decorreu de forma sóbria, ainda que com alguma pompa e circunstância.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.