sicnot

Perfil

Mundo

Adiada travessia do Pacífico do Solar Impulse II

Os responsáveis do projeto Solar Impulse II, que está a tentar dar a volta ao mundo alimentado apenas com energias alternativas, decidiram hoje adiar, devido ao mau tempo, a sétima etapa da viagem em que deve cruzar o Oceano Pacífico.

© Handout . / Reuters


Em comunicado, a equipa do Solar Impulse II, explicou que o tempo no Pacífico está demasiado instável e que a excessiva nebulosidade na zona poderia afetar o processo de recarga das baterias que alimentam o avião, o que obriga a adiar a descolagem para uma data não definida.

Após mais de um mês em Nankin, leste da China, a equipa responsável pelo projeto ainda anunciou a descolagem rumo ao Havai, mas viria a cancelar o plano.

O Solar Impulse 2 partiu, a 09 de março, de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, aonde deverá regressar em julho ou agosto.

Ao todo, a aeronave vai percorrer 35 mil quilómetros, sobrevoando dois oceanos.

Prevista em 12 etapas, a volta ao mundo é o culminar de 12 anos de investigação dos dois pilotos, que procuram, além da exploração científica, veicular uma mensagem política.



  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.