sicnot

Perfil

Mundo

Onda de calor mata 800 pessoas na Índia

galeria de fotos

Mais de 800 pessoas morreram na sequência da onda de calor que se regista há mais de uma semana na Índia, sobretudo nos estados do sul do país, disseram hoje as autoridades. 

© Amit Dave / Reuters

© Jitendra Prakash / Reuters

© Amit Dave / Reuters

© Anindito Mukherjee / Reuters

© Munish Sharma / Reuters

© Mukesh Gupta / Reuters

© Jitendra Prakash / Reuters

© Munish Sharma / Reuters

© Shailesh Andrade / Reuters

© Mukesh Gupta / Reuters

© Anindito Mukherjee / Reuters

© Amit Dave / Reuters

No estado de Andhra Pradesh (sul), o mais atingido, pelo menos 551 pessoas morreram na última semana.  


Na segunda-feira, a temperatura rondava 47º centígrados, o que levou as autoridades a colocar em prevenção os hospitais daquele estado e a recomendar à população para evitar sair à rua. 


"O governo do Estado lançou programas de informação na televisão e em outros 'media' para recomendar às pessoas que não saiam sem chapéu e para beberem água", disse P. Tulsi Rani, responsável da unidade de gestão de catástrofes de Andhra Pradesh. 


"Pedimos também às organizações não-governamentais e agências estatais para abrirem pontos de abastecimento de água para que toda a população tenha acesso à água", acrescentou.


Uma grande parte da Índia está a ser afetada por esta onda de calor, incluindo a capital Nova Deli. 


De acordo com o jornal The Hindustan Times, a temperatura máxima em Deli atingiu um novo recorde na segunda-feira, 45,5º, mais cinco graus do que a média para esta época do ano. 


No estado de Telanga, que faz fronteira com Andhra Pradesh, 231 pessoas morreram numa semana e as temperaturas atingiram os 48 graus durante o fim de semana. 


Em Orissa (leste), 11 pessoas morreram na sequência da vaga de calor. Os serviços meteorológicos indianos emitiram um "alerta vermelho" para hoje e quarta-feira neste estado devido às previsões de temperaturas superiores a 45º centígrados. 


Em Bengala ocidental (leste), 13 pessoas morreram e os sindicatos dos taxistas de Calcutá recomendaram aos motoristas que limitem as deslocações durante o dia. 


Centenas de pessoas, sobretudo entre a população mais pobre, morrem todos os verões devido ao calor e dezenas de milhares são afetadas por cortes de eletricidade devido à rede sobrecarregada. 


De acordo com o The Hindustan Times, as condições meteorológicas podem causar uma seca nos estados mais atingidos por esta vaga de calor, antes da chegada das monções, esperadas no final do mês em Kerala (sul). 


A estação das chuvas deverá levar várias semanas até chegar às planícies mais áridas do norte. 



Lusa
  • Ministra emocionou-se no Parlamento
    2:26

    Tragédia em Pedrógão Grande

    A ministra da Administração Interna disse esta quarta-feira no Parlamento que está, desde a primeira hora, a recolher, analisar e cruzar todos os dados do incêndio de Pedrógão Grande. Constança Urbano de Sousa emocionou-se diante dos deputados e admitiu que tem ainda muitas dúvidas sobre o que aconteceu. Foi pedido um estudo independente ao funcionamento do sistema de comunicações de emergência e uma auditoria à Secretaria-Geral da Administração Interna, a entidade gestora do SIRESP. A ministra explicou porquê.

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contido" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.