sicnot

Perfil

Mundo

Noventa por cento dos "stocks" mundiais de armas químicas foram destruídos

A Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) disse esta quinta-feira que 90% dos 'stocks' de armas químicas no mundo foram destruídos, o que classificou de "marco importante".

A destruição dos 'stocks' russo e norte-americano da época da Guerra Fria deve estar concluída em 2020 e 2023, respetivamente. (Arquivo)

A destruição dos 'stocks' russo e norte-americano da época da Guerra Fria deve estar concluída em 2020 e 2023, respetivamente. (Arquivo)

© Fabian Bimmer / Reuters

"Este é um marco importante que mostra que estamos no bom caminho para livrar o mundo das armas químicas", disse o diretor da OPAQ, Ahmet Uzumcu, num comunicado divulgado pela sede em Haia da organização, que tem como objetivo a aplicação da Convenção sobre as Armas Químicas.

As reservas de armas químicas incluíam gás mostarda e precursores químicos para o gás sarin, neurotóxico fatal mesmo em doses muito baixas. 

Cerca de 63.000 toneladas de armas químicas, sobretudo dos arsenais dos Estados Unidos e da Rússia, foram destruídas, disse o porta-voz da OPAQ Peter Sawczak à agência France Presse.

Aquele total inclui 1300 toneladas de armas químicas retiradas da Síria, a maioria das quais foram destruídas no navio da marinha norte-americana MV Cape Ray.

A destruição dos 'stocks' russo e norte-americano da época da Guerra Fria deve estar concluída em 2020 e 2023, respetivamente, informou a OPAQ.

Desde a entrada em vigor da proibição mundial de produção e armazenamento de armas químicas em 1997, 190 países assinaram a convenção.

Até hoje, seis países não aderiram à convenção: o Egito, a Coreia do Norte, Israel e o Sudão do Sul, assim como Angola e Birmânia que não a ratificaram.

As armas químicas foram utilizadas pela primeira vez em larga escala durante a Primeira Guerra Mundial, em Ypres, na Bélgica.
Lusa
  • Costa preparado para falar da renegociação da dívida no plano europeu
    2:24

    Economia

    O primeiro-ministro não quer quebrar com as regras impostas pela UE e não vai dar o primeiro passo na renegociação da dívida, mas estará na linha da frente quando Bruxelas ceder. Em entrevista à RTP, António Costa garante que o Governo cumpriu tudo aquilo que acordou com o presidente demissionário da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues.

  • Benfica persegue oitavos da Liga dos Campeões

    Desporto

    O Benfica tenta hoje a qualificar-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, procurando uma vitória na receção ao Nápoles que lhe permita vencer o Grupo H e manter-se a salvo do perseguidor Besiktas.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.

  • Nova Deli é "altamente tóxica" para os cidadãos

    Mundo

    Nova Deli foi considerada altamente tóxica para os cidadãos. A capital da Índia é considerada há mais de três anos a cidade mais poluída do mundo, mas só este ano se concluiu que é tão tóxica que é capaz de provocar doenças crónicas a quem lá vive.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.