sicnot

Perfil

Mundo

Boko Haram raptou mais de 1000 crianças nos Camarões

O grupo radical islâmico nigeriano Boko Haram raptou mais de 1000 crianças nos Camarões e usou algumas como escudos humanos, disse esta semana a coordenadora humanitária da ONU para os Camarões, Najat Rochdi.

Em julho do ano passado, os 'jihadistas' começaram a realizar incursões ao país vizinho para arranjar comida, passando rapidamente os ataques a incluir a queima de aldeias e a morte de pessoas e, no final do ano, o rapto de crianças, disse a coordenadora humanitária da ONU para os Camarões.

Em julho do ano passado, os 'jihadistas' começaram a realizar incursões ao país vizinho para arranjar comida, passando rapidamente os ataques a incluir a queima de aldeias e a morte de pessoas e, no final do ano, o rapto de crianças, disse a coordenadora humanitária da ONU para os Camarões.

© Afolabi Sotunde / Reuters

"O sistema que utilizam é desumano", disse Rochdi numa entrevista à agência France Presse em Genebra. 

Os Camarões fazem fronteira com o nordeste da Nigéria onde a violenta revolta do Boko Haram causou mais de 15.000 mortos desde 2009. 

Em julho do ano passado, os 'jihadistas' começaram a realizar incursões ao país vizinho para arranjar comida, passando rapidamente os ataques a incluir a queima de aldeias e a morte de pessoas e, no final do ano, o rapto de crianças, disse Rochdi.

"A informação que tenho é que cerca de 1500" foram raptadas desde aquela altura, indicou, adiantando que as crianças são utilizadas sobretudo como criados para ajudar a carregar tendas e ir buscar água.

No auge dos ataques no norte dos Camarões em fevereiro, o Boko Haram levou crianças para a linha da frente, segundo a responsável da ONU.

"Pelo que sei, as crianças foram usadas como escudos humanos... tinham entre oito e 12 anos", disse.

A ofensiva regional contra o Boko Haram, que juntou forças da Nigéria, Níger, Chade e Camarões, conseguiu fazer parar os ataques durante algum tempo, mas Rochdi disse que os 'jihadistas' já voltaram a realizar incursões.

"Nos Camarões não sentimos nada que tenha terminado", declarou.

Assinalou que o país já faz um grande esforço para dar resposta às centenas de milhares de refugiados da Nigéria e da República Centro Africana, além dos 100.000 camaroneses deslocados desde que começaram os ataques do Boko Haram.

Najat Rochdi indicou que existem no país 200.000 crianças desnutridas e alertou que a ONU recebeu apenas 31% dos 264 milhões de dólares (234 milhões de euros) que pediu para os Camarões este ano.

A responsável advertiu que sem mais ajuda os Camarões arriscam "tornar-se uma ameaça real para a estabilidade de toda a região".
Lusa
  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.