sicnot

Perfil

Mundo

Human Rights Watch quer colocar Israel na "lista da vergonha" da ONU

A ONG Human Rights Watch (HRW) apelou esta quinta-feira ao secretário-geral da ONU para colocar Israel na "lista da vergonha" dos que violaram os direitos das crianças durante conflitos armados, na sequência da guerra de Gaza em 2014.

O conflito de 50 dias que opôs em 2014 Israel ao Hamas em Gaza provocou a morte de 539 crianças e feriu outras 2956. (Arquivo)

O conflito de 50 dias que opôs em 2014 Israel ao Hamas em Gaza provocou a morte de 539 crianças e feriu outras 2956. (Arquivo)

Dan Balilty / AP

A organização de defesa dos direitos humanos com sede em Nova Iorque pediu a Ban para resistir às pressões que o Estado hebreu e os Estados Unidos estão a impedir que o exército israelita seja incluído na lista anual que deve ser divulgada na próxima semana, que evoca as mais de 500 crianças mortas durante o conflito. 

"O secretário-geral Ban [Ki-moon] pode reforçar a proteção das crianças em tempo de guerra baseando a sua lista em factos e não sob pressão política", considerou Philippe Bolopion, um dos diretores da HRW.  

O conflito de 50 dias que opôs em 2014 Israel ao Hamas em Gaza provocou a morte de 539 crianças e feriu outras 2956. Entre os feridos, numerosas crianças palestinianas sofrem de traumatismos e muitas ficaram permanentemente incapacitadas, segundo referiu a UNICEF, a agência da ONU para as crianças.  

A ONG também solicita que o movimento palestiniano Hamas, que controla a Faixa de Gaza, seja acrescentado a esta lista, à semelhança de outros grupos armados no Paquistão, Tailândia ou na Índia, designadamente por ataques a escolas ou o recrutamento de crianças-soldados. 

A lista inclui atualmente 51 grupo armados, incluindo o grupo islamita nigeriano Boko Haram, o grupo 'jihadista' Estado Islâmico, mas ainda os exércitos de oito países, incluindo a Síria, Iémen, República Democrática do Congo ou Sudão.  
Lusa
  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.