sicnot

Perfil

Mundo

Marrocos expulsa ativista espanhola dos direitos dos homossexuais

O governo marroquino expulsou na quarta-feira uma ativista espanhola da organização Novact, que organizou em Marrocos ações de defesa dos homossexuais, disseram hoje à agência espanhola EFE fontes policiais e da Novact.

novact.org/

O Ministério do Interior acusou hoje a ativista, que não identifica, de "patrocinar ações não autorizadas no quadro das ofensivas de organizações estrangeiras que apoiam causas de comportamentos desviantes", numa alusão à homossexualidade.

Fontes da  Novact confirmaram à EFE tratar-se da sua  delegada em Marrocos, que foi detida na quarta-feira na sua casa em Rabat e levada pela polícia até o porto de Tanger, onde foi obrigada a embarcar num 'ferry' para a cidade espanhola de Algeciras.

A ativista já tinha sido expulsa a 22 de maio, alegadamente devido a irregularidades no seu estatuto migratório.

Num comunicado, o Ministério do Interior assinala que desta vez a ativista "entrou com um novo passaporte e apresentando uma identidade diferente".

"Perante a gravidade dos factos, o ministro do Interior marroquino contactou o seu homólogo espanhol para pedir explicações sobre o facto de (a ativista) poder ter conseguido dois passaportes com identidades diferentes para escapar à vigilância das autoridades", adianta o texto.

O conselheiro político da embaixada de Espanha em Rabat, encarregado de negócios na ausência do embaixador, também foi chamado para dar explicações sobre "as organizações que dirigem e apoiam esta pessoa em atos hostis contra Marrocos".

Fontes oficiais espanholas em Rabat disseram que o passaporte utilizado agora pela ativista é legal, mas como é um documento novo tem um número diferente do anterior.

Para o Ministério do Interior marroquino, "a atividade hostil desta cidadã espanhola deve ser relacionada com as atividades de duas cidadãs francesas expulsas na terça-feira", numa referência às ativistas do movimento feminista Femen que foram fotografadas seminuas a beijarem-se perto do mausoléu Hassan II, em Rabat, numa iniciativa contra a homofobia.

Também se relaciona com "a exibição impudica" de dois jovens marroquinos detidos na quarta-feira quando se beijavam perto do mesmo monumento.

Marrocos considera que "estas manobras de provocação e assédio, dirigidas por organismos estrangeiros que violam deliberadamente as leis marroquinas, atentam contra os fundamentos sócio-religiosos da sociedade marroquina e contra a moralidade pública".

O Código Penal de Marrocos, no seu artigo 489, pune com até três anos de prisão quem tiver "relações sexuais contranatura com pessoas do mesmo sexo".

Lusa
  • Nomeados para os Óscares são anunciados hoje

    Óscares 2017

    As nomeações para a 89ª. edição dos Óscares, os prémios da Academia norte-americana de cinema, são conhecidos esta terça-feira e pela primeira vez o anúncio será feito apenas via Internet. Para ver também aqui em direto, na SIC Notícias, a partir das 13:00.

    Aqui às 13:00

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • "Todo o mundo no voo estava a orar em voz alta"
    4:00
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Governo avança com plano para a utilização da bicicleta

    País

    O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou esta seguda-feira em Caminha a elaboração, este ano, de um Plano Nacional para a Promoção da Bicicleta e Outros Modos de Transporte Suaves para estimular a utilização daquele meio de transporte.