sicnot

Perfil

Mundo

Dijsselbloem "confiante" na reeleição como presidente do Eurogrupo

O ministro das Finanças da Holanda, Jeroen Dijsselbloem, apresentou esta sexta-feira a sua candidatura a um segundo mandato como presidente do Eurogrupo, afirmando beneficiar de "amplo apoio" no seio da zona euro.

Dijsselbloem, 49 anos, afirmou-se "confiante" quanto a uma nova nomeação e indicou que apresentou hoje oficialmente a sua candidatura, no primeiro dia em que os candidatos podem inscrever-se.

Dijsselbloem, 49 anos, afirmou-se "confiante" quanto a uma nova nomeação e indicou que apresentou hoje oficialmente a sua candidatura, no primeiro dia em que os candidatos podem inscrever-se.

© Ints Kalnins / Reuters

"Nos últimos meses, falei com muitas pessoas na Europa e creio que há amplo apoio", declarou Dijsselbloem, citado no 'site' da televisão pública holandesa.

Dijsselbloem, 49 anos, afirmou-se "confiante" quanto a uma nova nomeação e indicou que apresentou hoje oficialmente a sua candidatura, no primeiro dia em que os candidatos podem inscrever-se.

O ministro holandês sucedeu em janeiro de 2013 ao luxemburguês Jean-Claude Juncker à frente do Eurogrupo, que reúne os ministros das Finanças da zona euro. O seu primeiro mandato acaba em julho.

O ministro das Finanças espanhol, Luis de Guindos, também poderá ser candidato.

"A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que apoiaria um candidato espanhol, se houver um, mas são os ministros que decidem por maioria", disse Dijsselbloem.

"Não vou dizer quem são os países que me prometeram apoio, cabe a eles manifestarem publicamente esse apoio ou não", referiu, acrescentando que o voto é secreto.

Como presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem tem estado envolvido nas negociações sobre a Grécia, um processo que se arrasta há meses.
Lusa
  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07