sicnot

Perfil

Mundo

Burundi marca legislativas para 26 de junho e presidenciais para 15 de julho

A comissão eleitoral do Burundi, onde as eleições foram recentemente adiadas devido a uma crise política, propôs hoje a realização de legislativas e municipais a 26 de junho e presidenciais a 15 de julho. 

© Goran Tomasevic / Reuters

O Presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, cujo anúncio da candidatura a um terceiro mandato em abril provocou uma onda de contestações no país, adiou a realização de eleições legislativas e municipais, bem como as presidenciais, que estavam previstas realizar-se a 04 de junho e 26 de junho, respetivamente.

"A data de 26 de junho é proposta para a eleição de deputados e conselhos municipais", afirmou o presidente da Comissão Eleitoral Independente, Pierre-Claver Ndayicariye, no final de um encontro boicotado pela oposição e pela sociedade civil.

"Sugere-se a data de 15 de julho para a realização das eleições presidenciais", disse.

O Presidente tem agora de aprovar por decreto o novo calendário eleitoral, para confirmação oficial das datas.

A oposição política do país, através de um dos seus líderes, Charles Nditije, afirmou que a comissão eleitoral perdeu a legitimidade, depois da demissão e fuga do país de cinco comissários.

Sem aqueles elementos as decisões da comissão eleitoral são juridicamente nulas, acrescentou.

Há um mês que existem protestos quase diários na capital do país contra uma terceira candidatura à Presidência do atual chefe de Estado, Pierre Nkurunziza, no poder desde 2005, e que já deu origem a uma tentativa de golpe de Estado.







Lusa
  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43