sicnot

Perfil

Mundo

Burundi marca legislativas para 26 de junho e presidenciais para 15 de julho

A comissão eleitoral do Burundi, onde as eleições foram recentemente adiadas devido a uma crise política, propôs hoje a realização de legislativas e municipais a 26 de junho e presidenciais a 15 de julho. 

© Goran Tomasevic / Reuters

O Presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, cujo anúncio da candidatura a um terceiro mandato em abril provocou uma onda de contestações no país, adiou a realização de eleições legislativas e municipais, bem como as presidenciais, que estavam previstas realizar-se a 04 de junho e 26 de junho, respetivamente.

"A data de 26 de junho é proposta para a eleição de deputados e conselhos municipais", afirmou o presidente da Comissão Eleitoral Independente, Pierre-Claver Ndayicariye, no final de um encontro boicotado pela oposição e pela sociedade civil.

"Sugere-se a data de 15 de julho para a realização das eleições presidenciais", disse.

O Presidente tem agora de aprovar por decreto o novo calendário eleitoral, para confirmação oficial das datas.

A oposição política do país, através de um dos seus líderes, Charles Nditije, afirmou que a comissão eleitoral perdeu a legitimidade, depois da demissão e fuga do país de cinco comissários.

Sem aqueles elementos as decisões da comissão eleitoral são juridicamente nulas, acrescentou.

Há um mês que existem protestos quase diários na capital do país contra uma terceira candidatura à Presidência do atual chefe de Estado, Pierre Nkurunziza, no poder desde 2005, e que já deu origem a uma tentativa de golpe de Estado.







Lusa
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08
  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.