sicnot

Perfil

Mundo

Motorista português morreu carbonizado após colisão em Espanha

Um motorista português morreu carbonizado, na noite de segunda-feira, na sequência de uma colisão entre dois camiões na autoestrada A-2, em Saragoça, Espanha, que continua cortada ao trânsito, disse hoje à Lusa fonte da Guardia Civil.

Sapo Mapas

De acordo com a mesma fonte, o acidente ocorreu às 21:00 locais (20:00 em Portugal), ao quilómetro 195 daquela autoestrada, no sentido Barcelona-Madrid, quando um camião, conduzido pela vítima mortal, da empresa Transneiva, de Viana do Castelo, embateu na traseira de outro veículo pesado.

A mesma fonte adiantou que o motorista português morreu carbonizado nas chamas que deflagraram após o acidente, por não ter conseguido abandonar a cabine do veículo.

Os dois ocupantes do outro camião envolvido no acidente conseguiram sair do veículo, tendo sofrido apenas ferimentos.

A Guardia Civil de Saragoça disse não ter a identificação do motorista português, "uma vez que o corpo ficou irreconhecível", tendo sido conduzido ao Instituto de Medicina Legal daquela localidade espanhola, para ser autopsiado.

As circunstâncias que estiveram na origem deste acidente estão a ser investigadas.

A agência Lusa tentou, sem sucesso, obter mais informações da parte da empresa transportadora, situada na zona industrial do Neiva, em Viana do Castelo.


Lusa
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.