sicnot

Perfil

Mundo

Futuro de benefício mútuo entre humanos e robôs é inevitável

A professora de ciências da computação da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos da América (EUA), Manuela Veloso disse hoje que um futuro de coexistência entre humanos e robôs que beneficie uns e outros é inevitável.

Robô construído nos EUA para trabalhar em situações de desastre.

Robô construído nos EUA para trabalhar em situações de desastre.

© David McNew / Reuters

Na sessão de abertura da conferência "Admirável Mundo Novo - O futuro chegou cedo demais?", organizada pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, na Casa da Música, no Porto, a investigadora portuguesa, que trabalha com robôs CoBot que já alcançaram mais de mil quilómetros de navegação autónoma, reconheceu que os robôs na atualidade ainda "têm muitas limitações".

Manuela Veloso realçou que, "mesmo que esteja tudo digitalizado, vai sempre haver coisas que, de facto, os robôs vão ter mais dificuldade em fazer do que os humanos", acrescentando não saber quando é que "vão perceber criatividade, literatura, linguagem, perceber os objetos todos".

A investigadora, licenciada pelo Instituto Superior Técnico e antiga presidente da Associação para o Avanço da Inteligência Artificial, exemplificou ainda a autonomia dos robôs com os quais trabalha, mostrando casos em que, quando bloqueados, os robôs pedem ajuda, seja às pessoas no seu entorno seja por e-mail.

"Também pede ajuda à Web. Cada vez que eu disser alguma coisa que ele não conhece, em vez de não fazer nada, há este mundo digital maravilhoso que é a Internet a que o robô pode aceder facilmente", referiu Manuela Veloso.

A conferência "Admirável Mundo Novo -- O futuro chegou cedo demais?" decorre ao longo do dia com oradores como o economista Tyler Cowen, o investigador Evgeny Morozov e o escritor Bruce Sterling, entre outros.


Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.