sicnot

Perfil

Mundo

Deputados franceses rejeitam moção de censura contra o Governo

Os deputados franceses rejeitaram esta quinta-feira uma moção de censura apresentada pela oposição de direita contra o governo socialista, por ocasião do debate de um projeto de reformas económicas controversas.

Só 198 deputados votaram a favor da moção de censura, quando eram precisos 289 para fazer cair o Governo do primeiro-ministro Manuel Valls.

Só 198 deputados votaram a favor da moção de censura, quando eram precisos 289 para fazer cair o Governo do primeiro-ministro Manuel Valls.

© Charles Platiau / Reuters

Só 198 deputados votaram a favor da moção de censura, quando eram precisos 289 para fazer cair o Governo do primeiro-ministro Manuel Valls. 

A rejeição desta moção significa a adoção de um projeto de lei que o parlamento francês está a debater há vários meses e que encontra fortes reticências à esquerda e à direita. 

As medidas propostas, através das quais o governo quer relançar a economia e mostrar aos parceiros europeus da França a vontade de introduzir reformas, incluem o alargamento do trabalho em período de descanso, a liberalização do setor dos transportes, a introdução de reformas nas profissões jurídicas regulamentadas e a flexibilização da lei laboral. 

Em fevereiro, Manuel Valls conseguiu aprovar o projeto em primeira leitura. 

O texto vai ser debatido pelo Senado a partir de 29 de junho, antes de uma adoção definitiva na Assembleia "antes de 14 de julho", como pretende o Presidente François Hollande. 
Lusa
  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.