sicnot

Perfil

Mundo

Eleições legislativas antecipadas na Dinamarca

A Dinamarca vai hoje a votos em eleições legislativas antecipadas, que as últimas sondagens preveem que seja uma disputa renhida entre o governo de centro-esquerda e a oposição de direita. 

© Scanpix Denmark / Reuters

Após uma campanha marcada pelas preocupações económicas, a reforma do Estado-providência ou o tema da migração, as últimas sondagens, divulgadas quarta-feira, revelaram um cenário de empate técnico ou de uma ligeira vantagem para um dos blocos. 

Situação que colocou na mira dos dois blocos os 18% de eleitores que afirmaram estar ainda indecisos. 

A atual primeira-ministra dinamarquesa, a social-democrata Helle Thorning-Schmidt, enviou na terça-feira uma carta para 1,5 milhões de lares dinamarqueses a advertir contra as medidas económicas propostas pela direita, que pretende reduzir os impostos e congelar a despesa pública. 

"Os dinamarqueses devem posicionar-se sobre duas questões determinantes: como asseguramos o crescimento e a prosperidade e quem será o primeiro-ministro da Dinamarca", declarou, na quarta-feira, Helle Thorning-Schmidt, que se apresenta como um garante de uma política de centro.

Helle Thorning-Schmidt, a primeira mulher chefe de governo da história da Dinamarca, anunciou, a 27 de maio, a convocação de eleições legislativas antecipadas, três meses antes do fim do prazo constitucional para a sua realização.

Na altura, a primeira-ministra dinamarquesa justificou a antecipação da consulta por considerar que era o momento adequado para os dinamarqueses optarem entre manter o curso escolhido pelo atual governo, num momento de recuperação económica, ou aceitar o que intitulou como "as experiências" da oposição.

A recuperação económica -- a previsão de crescimento foi revista em alta de 1,4% para 1,7% para 2015 -- permitiu à atual chefe do Governo, um pouco impopular durante uma grande parte do seu mandato, ganhar alguns pontos junto dos eleitores e bloquear uma possível vitória fácil da oposição, com Lars Lokke Rasmussen, dos liberais do partido Venstre, na liderança.

Este último, primeiro-ministro entre 2009 e 2011, também reivindicou a sua influência na recuperação económica dinamarquesa.

Lusa



  • Merkel visita Portugal no final de maio

    País

    A chanceler alemã, Angela Merkel, efetua uma visita oficial a Portugal nos dias 30 e 31 deste mês a convite do primeiro-ministro, António Costa. Com passagem por Braga, Porto e Lisboa.

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.