sicnot

Perfil

Mundo

Luso-descendente assassinado a tiro na Venezuela

Um luso-descendente foi esta sexta-feira assassinado a tiro em Caracas por desconhecidos que teriam tentado roubar a sua viatura, noticiou a emissora venezuelana Unión Rádio.

A insegurança é apontada pelos analistas e pelos próprios cidadãos como uma das principais preocupações dos venezuelanos. (Arquivo)

A insegurança é apontada pelos analistas e pelos próprios cidadãos como uma das principais preocupações dos venezuelanos. (Arquivo)

Ramon Espinosa / AP

A vítima, identificada como sendo Carlos Rodríguez, de 48 anos de idade, foi intercetada por homens armados depois de sair de casa, em Sarria (centro), para ir ao Consulado Geral de Portugal em Caracas, para tratar de documentos.

"Ele estava a tratar dos papéis porque queria ir embora", explicou um sobrinho à Unión Rádio.

O cadáver foi localizado na Cota Mil, uma autoestrada do norte de Caracas, que liga o centro com o leste da capital venezuelana.

Carlos Rodríguez era casado e deixa dois filhos, de 24 e 21 anos.

Fontes não oficiais dão conta que a viatura do luso-descendente foi localizada pelas autoridades em Pinto Salinas, um bairro do centro de Caracas.

O caso está a ser investigado pelo Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária).

A insegurança é apontada pelos analistas e pelos próprios cidadãos como uma das principais preocupações dos venezuelanos, afetando por igual tanto a nacionais como a estrangeiros radicados no país.
  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.