sicnot

Perfil

Mundo

Quase um milhão de pessoas enfrenta insegurança alimentar no Nepal

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla inglesa) lançou um apelo urgente para ajudar os agricultores do Nepal, onde um milhão de pessoas enfrenta o risco de insegurança alimentar prolongada.  

© Navesh Chitrakar / Reuters

A FAO pediu 20 milhões de dólares (17,6 milhões de euros) desde que descobriu que nos seis distritos do Nepal mais atingidos pelo sismo, metade dos agregados familiares que se dedicava à agricultura perdeu quase todas as suas colheitas de arroz, milho e trigo, indicou o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.

Dois sismos e uma série de réplicas atingiram o Nepal em abril e maio, matando mais de 8.000 pessoas e devastando extensas zonas do país.

Os sismos também destruíram ferramentas agrícolas, hortas e provisões de fertilizantes, além de danificarem os sistemas de irrigação de menor escala, de acordo com a FAO.

A organização apurou ainda que 16% do gado e 36% das aves de capoeira foram perdidos.

Tendo em conta que dois terços dos nepaleses dependem da agricultura para sobreviver, a FAO definiu como prioritária a obtenção de sementes e fertilizantes, além de sistemas de irrigação, ferramentas e apoio técnico.

Até agora, a FAO recebeu cerca de três milhões de dólares (2,6 milhões de euros) em ajuda de emergência, apenas 13% dos do total de 23 milhões de dólares (20 milhões de euros) que pediu para ajudar o Nepal.


  • Marcelo Rebelo de Sousa avisou que depois das autárquicas viria um novo ciclo. A lógica levou-nos a assumir que estava a falar do PSD, mas hoje, olhando para a situação política, devemos também incluir nessa previsão a “geringonça” e os seus equilíbrios. Não acredito que as coisas mudem até às legislativas, mas as contas só se fazem depois dos votos das autárquicas. Até lá, o tom de voz das esquerdas vai engrossar.

    Bernardo Ferrão

  • Milhares na cidade da justiça de Barcelona
    1:44
  • Detido 5º suspeito do atentado de Barcelona

    Mundo

    As autoridades espanholas detiveram hoje na região de Valência um cidadão marroquino de 24 anos, residente em Espanha, por alegada colaboração com o grupo islâmico responsável "pelos atentados terroristas" em Barcelona, em agosto.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Presidente das Filipinas pede que matem o filho se estiver envolvido nas drogas

    Mundo

    O Presidente das Filipinas pediu que matassem o seu filho se as acusações de que traficava droga fossem provadas. Rodrigo Duterte destacou ainda que, caso fosse verdade, iria proteger as autoridades que executassem Paolo Duterte. Em causa está a acusação de que o filho do Presidente filipino faria parte da máfia chinesa, que contrabandeia drogas, vindas da China para dentro do país.

    SIC

  • Espanhola tenta provar há sete anos que está viva

    Mundo

    Uma mulher de 53 anos está há sete anos a tentar provar que está viva. Segundo o Estado espanhol, Juana Escudero Lezcano morreu a 13 de maio de 2010, mas na realidade quem morreu foi uma mulher com o mesmo nome e data de nascimento.

    SIC