sicnot

Perfil

Mundo

Aprovada lei que retira cidadania a "conduta" terrorista na Austrália

Os cidadãos com dupla nacionalidade que ajudem terroristas podem automaticamente perder a cidadania australiana, mesmo que nunca tenham saído do país, de acordo com a nova legislação aprovada hoje no Parlamento de Camberra.

© David Gray / Reuters

A emenda ao 'Citizenship Act' contempla o cancelamento automático da cidadania australiana a pessoas com dupla nacionalidade se combaterem numa organização estrangeira que esteja incluída na lista negra de terrorismo. 

Além disso, os que têm dupla nacionalidade também perdem automaticamente a cidadania australiana se forem condenados pelos tribunais por um crime de terrorismo ou demonstrarem uma "conduta" terrorista.

O ministro da Imigração, Peter Dutton, explicou que esta "conduta" se refere ao "uso de explosivos, participação em atos terroristas, receber ou dar formação com vista à participação ou assistência em atos terroristas".

Cerca de metade dos 120 australianos que as autoridades australianas estimam estarem a combater nas fileiras de grupos 'jihadistas' no Médio Oriente têm dupla nacionalidade, segundo o Governo de Camberra.



Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.