sicnot

Perfil

Mundo

Morreu a gata que era chefe de estação de comboios no Japão

"Tama" era o seu nome. A gata que foi nomeada chefe de uma estação de comboios e que se tornou atração turística numa região no oeste do Japão, morreu na segunda-feira, informou hoje a empresa ferroviária Wakayama Electric Railway.

Gata Tama na estação de comboios,

Gata Tama na estação de comboios,

Fotografia de Anthonation

O animal, de 16 anos, morreu alegadamente de insuficiência cardíaca, explicou a companhia. 

A empresa, que opera a linha local Kishigawa na prefeitura de Wakayama, decidiu nomear a gata chefe da estação de Kishi em janeiro de 2007.

Desde então, vestia o animal com o uniforme usado pelos funcionários da empresa, uma extravagância que não tardou a surtir efeitos. 

Em menos de uma década, a linha férrea situada numa zona rural do país aumentou em 20% o volume de passageiros. 

O número de turistas japoneses e estrangeiros que passou a deslocar-se à localidade de Kinokawa, onde se situa a estação, aumentou ao ponto de provocar problemas de estacionamento no município. 

O sucesso inesperado de "Tama" fez a empresa colocar o nome da gata num dos comboios e a nomeá-la presidente honorária em 2013.

O próprio governador da prefeitura de Wakayama, Yoshinobu Nisaka, emitiu hoje um comunicado no qual destacou o papel da gata como "superestrela do turismo dentro e fora do Japão, que muito contribuiu para a promoção" turística da região. 

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões de animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Gases tóxicos expelidos pelo Kilauea ameaçam a população no Havai
    1:51
  • Gilberto Gil cancela atuação em Israel

    Cultura

    O músico brasileiro Gilberto Gil cancelou a atuação que tinha marcada para Telavive, em Israel, no dia 4 de julho, na sequência de protestos em Gaza durante os quais o exército daquele país matou 60 palestinianos.