sicnot

Perfil

Mundo

Assinado primeiro acordo entre a Santa Sé e o Estado da Palestina

A Santa Sé e o Estado Palestiniano assinaram hoje no Vaticano um acordo histórico sobre os direitos da Igreja católica nos territórios palestinianos, anunciou o Vaticano em comunicado.

O Papa com o Presidente palestiniano Mahmoud Abbas na Praça de S. Pedro em Maio de 2015.

O Papa com o Presidente palestiniano Mahmoud Abbas na Praça de S. Pedro em Maio de 2015.

© Tony Gentile / Reuters

O acordo foi assinado no Palácio Pontifício pelo secretário das relações com os Estados (equivalente a ministro dos Negócios Estrangeiros), o prelado britânico, Paul Richard Gallagher, e pelo ministro dos Negócios Estrangeiros palestiniano Riyad al-Maliki.

A conclusão do texto hoje assinado demorou 15 anos a redigir por uma comissão bilateral. O Vaticano menciona "Estado Palestiniano" desde 2013, pelo que os palestinianos atribuem à assinatura deste acordo o valor de um reconhecimento de facto do seu Estado. O que desagrada a Israel.

O acordo exprime o apoio do Vaticano a uma solução "do conflito entre israelitas e palestinianos no âmbito de dois Estados", explicou à AFP o chefe da delegação da Santa Sé, Antoine Camilleri.
  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão