sicnot

Perfil

Mundo

Identificado bombista suicida no Kuwait e detido motorista

As autoridades do Kuwait identificaram o bombista suicida que, na sexta-feira, matou 26 pessoas e feriu outras 227 numa mesquita na capital. De acordo com a investigação, o terrorista era um cidadão saudita que chegou ao país no próprio dia do ataque. A polícia deteve dois presumíveis cúmplices. 

© Stringer / Reuters

De acordo com o Ministério do Interior, o terrorista sírio, Fahd Suliman Abdul-Muhsen al-Qabaa, chegou ao país na sexta-feira de manhã, de avião.

Terá sido conduzido por Abdulrahman Sabah Eidan Saud, entretanto detido. O motorista foi referido como um "residente ilegal", nascido em 1989, e "escondia-se numa casa do distrito de Al-Rigga, em Al-Ahmadi, a sul da Cidade do Kuwait", segundo as autoridades.

As autoridades detiveram também o dono da casa onde o motorista estava escondido, segundo o Ministério do Interior, citado pela agência oficial KUNA, adiantando que o proprietário, nacional do Kuwait, promovia uma "ideologia fundamentalista". 

Milhares de pessoas participaram no sábado nas cerimónias fúnebres de 18 das 26 pessoas mortas na sexta-feira no atentado suicida na Cidade do Kuwait.

Trata-se do primeiro atentado do género reivindicado pelos jihadistas do Estado Islâmico naquele pequeno emirado do Golfo. Há algumas semanas, o EI tinha visado duas mesquitas xiitas na Arábia Saudita.

O EI também reivindicou outro ataque cometido também na sexta-feira, numa praia da Tunísia, o qual causou 38 mortos, incluindo uma portuguesa. 


Com Lusa
  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.