sicnot

Perfil

Mundo

Aprovada construção de primeiro arranha-céus em Paris desde 1973

A Câmara de Paris aprovou a construção de um arranha-céus triangular com 180 metros de altura no centro da capital francesa que será o primeiro arranha-céus construído na cidade desde 1973, segundo a agência France Presse (AFP).

© Kacper Pempel / Reuters

A aprovação da 'Tour Triangle', torre em forma de triângulo cuja inauguração está prevista para 2020, não foi isenta de polémica, tendo sido conseguida após uma anterior rejeição pelo Conselho Municipal que obrigou a pequenas alterações no projeto.

Construções de mais de 37 metros de altura estavam proibidas na capital francesa desde a construção da 'Tour Montparnasse', com 210 metros e altamente polémica pelo alegado choque com a paisagem urbana da cidade, marcada pela escassez de edifícios em altura - excetuando a Torre Eiffel.

A administração da cidade foi levantando as restrições ao longo do tempo, primeiro nos subúrbios e edifícios de escritórios, para responder às necessidades crescentes da sua população.

A presidente da câmara de Paris, Anne Hidalgo, declarou-se satisfeita pelo levantamento do "tabu" das construções em altura na cidade, declarando que a aprovação "é o epílogo feliz do que é um grande projeto para Paris".

A oposição ao projeto não terminou com a sua aprovação, contando com a reprovação de elementos de todos os espetros políticos da cidade.

O subdiretor-geral da UNESCO, Francesco Bandarin, deu em 2013 parecer negativo à construção de torres na que definiu como "uma das raras cidades horizontais preservadas" no mundo.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.