sicnot

Perfil

Mundo

Greenpeace exibe faixa contra a "lei da mordaça" junto ao Congresso espanhol

Três ativistas do Greenpeace penduraram hoje uma faixa de 32 metros quadrados numa grua junto ao Congresso dos Deputados em Espanha, contra o que denominam de "mordaça", relativamente à lei da segurança e cidadania.

greenpeace.org

Os três elementos do Greenpeace escalaram a grua em que colocaram a faixa, com lema "O protesto é um direito", já que estimam que a partir de quarta-feira, dia em que entra em vigor o diploma, o exercício de direitos de expressão, reunião e manifestação "estará à mercê da interpretação que fizerem as forças de segurança do Estado e o Ministério do Interior".

Trata-se de uma ação que começou à primeira hora da manhã, em protesto pela entrada em vigor na quarta-feira das leis de proteção da segurança e cidadania e do Código Penal, que foram aprovadas pelas Cortes em 26 de março, "apenas com os votos favoráveis do PP", recorda o Greenpeace.

 "Esta lei carece de justificação, já que não há problemas graves de segurança e cidadania em Espanha", declara Miguel Ángel Soto, porta-voz do Greenpeace, em comunicado.

Acrescentou que a legislação está "pensada para silenciar com multas as vozes que criticam a gestão do Governo e as consequências da crise social, ambiental e económica, resultante da corrupção, dos cortes sociais e de direitos e da privatização de serviços públicos".

 

 

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47