sicnot

Perfil

Mundo

Trabalhadores do porto de Calais voltam a bloquear túnel do canal da Mancha

Marinheiros da sociedade cooperativa SeaFrance bloquearam hoje o túnel ferroviário sob o canal da Mancha, em protesto contra a venda pela Eurotunnel de dois dos três barcos explorados pela empresa a uma concorrente, segundo a France Presse (AFP).

© Vincent Kessler / Reuters

Os sindicatos envolvidos, citados pelo canal noticioso France 24, calculam que a venda dos barcos à companhia dinamarquesa DFDS Seaways provocará cerca de 120 despedimentos.

Segundo a AFP, cerca de 30 marinheiros tentaram desmantelar os carris e bloquearam a via ferroviária com placas de betão e pneus em chamas a 300 metros da entrada do túnel, tendo comparecido no local cerca de vinte 'gendarmes'.

Os marinheiros fizeram ainda uma marcha-lenta na estrada em direção ao porto de Loon-Plage, onde atracam os barcos da DFDS Seaways.

Cerca de 200 marinheiros grevistas haviam já paralisado na passada quarta-feira o tráfego no túnel, levando também ao bloqueio das travessias por 'ferry'.

As autoridades já estavam posicionadas desde a manhã de hoje nas imediações do Eurotunnel, onde procuram travar as numerosas tentativas de intrusão por imigrantes que perturbaram o tráfego dos barcos que circulam entre a França e Inglaterra.

A congestão da circulação de camiões em direção ao túnel, causado pela falta de ferries para os transportar para o Reino Unido, provocou uma concentração de tentativas de passagem de imigrantes, que se tentam esconder nos camiões.

 

Lusa

  • Reaberto túnel ferroviário do Canal da Mancha
    1:35

    Mundo

    O túnel ferroviário do Canal da Mancha após um protesto de trabalhadores já foi reaberto. As filas intermináveis de camiões foram aproveitadas por dezenas de migrantes que estão acampados em Calais e desesperam por entrar no Reino Unido.

  • Quatro camiões da empresa portuguesa Patinter foram invadidos por clandestinos
    1:36

    Mundo

    Centenas de migrantes tentaram passar o canal da mancha rumo a Inglaterra, aproveitando o caos junto ao porto francês de Calais. Uma greve do principal operador marítimo entre os dois países provocou filas gigantescas. Os emigrantes, na sua maioria africanos, abriram as portas traseiras dos camiões e chegaram a subir para o topo das cabines, para passarem despercebidos. Alguns desses camiões são portugueses.

  • "PCP não é força de suporte do Governo"
    2:11

    País

    Ao segundo dia de congresso comunista, ouviu-se o aviso mais forte, até agora, ao PS. João Oliveira, líder parlamentar do partido, diz que o PCP não se diluiu e que não é suporte do Governo. Já Jerónimo de Sousa deixou elogios à excelente geração de jovens que estão na frente política do PCP.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.