sicnot

Perfil

Mundo

Rússia diz que referendo é um passo para a Grécia sair da zona euro

A Grécia, que votou maioritariamente contra as propostas dos credores internacionais no referendo de hoje, deu "um passo para a saída da zona euro", afirmou o vice-ministro da Economia russo, Alexei Likhachev.

(Arquivo)

(Arquivo)

© POOL New / Reuters

"Não podemos não compreender" que foi "um passo para a saída da zona euro", disse Likachev, citado pela agência oficial russa Tass.

O vice-ministro considerou, no entanto, prematuro afirmar que a Grécia "irá até ao fim do caminho".

Os eleitores gregos rejeitaram, em referendo realizado hoje, as propostas dos credores internacionais -- Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional. Com quase metade dos votos contados, o "não" lidera com 61% e o "sim" regista 38%.

O referendo, o primeiro desde 1974, serve para os gregos decidirem se aceitam o programa apresentado pelos credores internacionais (Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu) há mais de uma semana.

 

Lusa

  • Eliseu está com gripe e não treinou

    Taça das Confederações

    Eliseu não deverá ser opção para jogo de sábado da seleção nacional, na Taça das Confederações. O jogador está com gripe e não treinou esta manhã em S. Petersburgo. Sem Raphaël Guerreiro, lesionado, Portugal fica sem defesas esquerdos disponíveis.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31