sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco celebra missa para multidão no Equador

O papa Francisco celebrou hoje uma missa campal no Equador a que assistiram centenas de milhares de fiéis, sob um sol abrasador, tendo apelado para mais ajuda às famílias, neste regresso à sua América Latina natal.

© Jose Gomez / Reuters

O argentino Jorge Bergoglio - o primeiro papa latino-americano - fez uma acesa defesa da necessidade de pagamento da "dívida social" às famílias, ao dirigir-se às mais de 600.000 pessoas concentradas num parque em Guayaquil, a maior cidade do Equador.

Um mar de católicos, muitos de países vizinhos, tirou fotografias ao papa ou à imagem da virgem Maria no parque Los Samanes, enquanto aquele acenava do seu papa-móvel, antes de oficiar a missa.

Bombeiros borrifavam a multidão com água para a refrescar do calor, e muitos fiéis abrigavam-se do sol com chapéus-de-chuva. Muitos tinham passado ali a noite antes do evento.

As autoridades tinham previsto uma multidão de mais de um milhão de pessoas no segundo dia da visita do papa à região, que também incluirá paragens na Bolívia e no Paraguai.

"A família representa um grande património social que outras instituições não podem substituir. Ela deve ser ajudada e fortalecida", sustentou Francisco, que dedicou a sua homilia ao que a Igreja classifica como os males das famílias modernas.

A família será um dos temas em debate no Vaticano em outubro, durante o sínodo dos bispos, numa altura em que a Igreja se confronta com questões difíceis como as famílias monoparentais, o divórcio e o casamento homossexual.

A pobreza será também outro dos grandes temas da visita do "papa dos pobres", como lhe chamam, durante a sua viagem pela América do Sul.

Outra multidão de fiéis é esperada na segunda missa papal no Equador, na terça-feira, no parque Bicentenário da capital, Quito.

Esta é a primeira visita de um papa ao Equador em três décadas.

Rosa Elena Lata, de 82 anos, viajou 16 horas, desde o sul do país, para tentar aquilo a que chamou "o milagre celestial" de ver o papa, "porque vê-lo será como ver Jesus".

Irma Guaita, de 49 anos, protege a cabeça do sol com um pedaço de cartão e afirma: "O sol não importa, porque Deus me deu a oportunidade de o ver".

Antes da missa, Francisco, o primeiro papa jesuíta, visitou o santuário da Divina Piedade, nos arredores da cidade, onde abençoou cerca de 2.000 pessoas, incluindo um grupo de fiéis com deficiência.

A visita papal coincide com um período de tensão política no Equador, com o Presidente, Rafael Correa, enfrentando crescentes apelos para que se demita, em algumas das maiores manifestações antigovernamentais vistas no país nos últimos anos.

 

 

 

 

 

 

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.