sicnot

Perfil

Mundo

Presidente Dilma Rousseff faz escala no Porto antes de partir para Rússia

A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, fez hoje escala no Porto, antes de partir, na quarta-feira, para Ufa, na Rússia, onde participará na reunião da cúpula dos BRICS - grupo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

© Stephen Lam / Reuters

A passagem da chefe de Estado brasileira por Portugal - onde pernoita hoje - é idêntica à que em março de 2012 fez no Aeroporto Sá Carneiro, antes de seguir para a Alemanha, e não constava da agenda oficial da Presidente. 

Os líderes dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) vão analisar a crise da Grécia, a situação na Ucrânia e a ameaça do grupo Estado Islâmico na cimeira desta semana, anunciou o Kremlin.

"Durante um almoço de trabalho fechado, os líderes tratarão de toda a atualidade da agenda internacional, incluindo a Ucrânia, Grécia e a ameaça terrorista por parte do Estado Islâmico (ISIS, na sigla em ingês)", disse, na quinta-feira, o assessor do Presidente russo aos jornalistas, no lançamento da cimeira que ocorre em Ufa, a capital da República do Bascortostão, na Rússia.

Contudo, o tema central do encontro que reúne os líderes dos BRICS, na quarta e quinta-feira, será "a situação económica e o mundo", bem como a cooperação económico entre estes países no seio do G20, acrescentou o porta-voz do Presidente russo.

A intenção da Rússia, que acolhe este ano a 15.ª cimeira dos BRICS, é impulsionar a dimensão política deste fórum que nasceu com uma vocação económica, e aumentar a cooperação entre estes países para potenciar a competitividade.

A Declaração de Ufa, que será assinada durante a reunião, vai sublinhar a valorização comum de diversos assuntos da atualidade internacional, nas vertentes política e económica, concluiu o assessor, sem dar mais pormenores.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC