sicnot

Perfil

Mundo

Ataque bombista suicida num posto de controlo militar em Maiduguri na Nigéria

Um bombista suicida fez-se explodir hoje num posto de controlo militar nos subúrbios da cidade de Maiduguri, na Nigéria, no decorrer de ataques reivindicados pelos rebeldes islamitas do Boko Haram.

© Stringer . / Reuters

A explosão ocorreu por volta das 11:10 TMG (12:10 em Lisboa) no posto militar em Jimtilo, segundo testemunhos de dois civis, citados pela agência noticiosa francesa, AFP. 

"Houve algumas baixas mas ainda estamos em fase de apuramento das mesmas", disse à AFP um representante da milícia que colabora com o exército no combate aos rebeldes.

No sábado passado duas pessoas morreram em Maiduguri na sequência de um ataque falhado por dois bombistas suicidas a uma estação de autocarros. 

Antes, 15 pessoas morreram em N'Djamena, na capital do Chade, após um bombista suicida se ter explodido num mercado lotado.

Estes ataques acontecem após a Nigéria, e outros países vizinhos, terem desenvolvido conjuntamente uma força regional para combater contra os rebeldes islamitas do Boko Haram, os quais reforçaram a intensidade dos seus ataques contra civis.  

Maiduguri tem sido alvo frequente de ataques e desde a presidência de Muhammadu Bari, em 29 maio, cerca de 570 pessoas já morreram na Nigéria.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".