sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 150 feridos em colisão de comboios na África do Sul

Pelo menos 150 pessoas ficaram hoje feridas em consequência da colisão de dois comboios na cidade sul-africana de Joanesburgo, entre as estações de Booysens e Crown Mines, noticiou a imprensa local.

Jacques Nelles

"Aparentemente, os dois comboios chocaram, mas as causas ainda estão a ser investigadas. Pelo menos um dos comboios descarrilou", declarou o porta-voz do serviço de emergências sul-africano ao portal de notícias News24, Russel Meiring.

A estação de Booysens está cheia de feridos, todos estabilizados e com ferimentos ligeiros: "Temos cerca de 150 pessoas feridas no local".

No passado mês de abril, outros dois comboios colidiram em Denver, Joanesburgo, depois de o condutor de um deles ter passado um semáforo e embatido noutro que se encontrava parado, fazendo um morto e duas centenas de feridos com diversos níveis de gravidade.

Investigações posteriores revelaram um possível mau funcionamento do sistema de sinalização, mas também que o comboio que colidiu circulava a uma velocidade bastante superior à permitida nesse troço da via-férrea.

Em 2014, outras 80 pessoas ficaram feridas num acidente ferroviário na cidade portuária de Durban, ao passo que, no ano anterior, mais 300 tiveram de receber tratamento após um acidente em Pretória.

Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17