sicnot

Perfil

Mundo

Português desaparecido em Brighton desde 14 de julho

A polícia britânica emitiu um alerta para encontrar o português Diogo Moreira, de 29 anos, desaparecido da zona de Brighton, no sul de Inglaterra, desde 14 de julho.

Segundo um comunicado da polícia do condado de Sussex, Diogo Manuel Martins Alves Moreira não é visto desde 14 de julho, embora o desaparecimento só tenha sido transmitido às autoridades dois dias depois.

"Estamos cada vez mais preocupados com o Diogo porque isto é totalmente fora de comum. Ele deixou todos os seus pertences, incluindo a carteira com todo o seu conteúdo, e não apareceu para trabalhar esta semana", disse o sargento Alvin Lee.

A descrição feita pela polícia é a de um homem de estatura média com cabelo preto curto e olhos castanhos, que vestiria calças de ganga na altura do desaparecimento.

Além de trabalhar, Diogo Moreira é, segundo as autoridades, também estudante na Universidade de Brighton.

Lusa

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas chegou este sábado a acordo sobre o cessar-fogo na Síria, depois de três dias de intensas negociações para evitar o veto da Rússia. As tréguas vão durar 30 dias e permitir a entrada de ajuda humanitária em Ghouta Oriental, a região mais atingida pela guerra na Síria, nesta altura. Em apenas sete dias, os bombardeamentos do regime fizeram mais de 500 mortos.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35