sicnot

Perfil

Mundo

Soyuz faz acoplagem com êxito à Estação Espacial Internacional

A nave tripulada russa Soyuz TMA-17M acoplou-se hoje com êxito à Estação Espacial Internacional (EEI), informou o Centro de Controlo de Voos Espaciais da Rússia.

YURI KOCHETKOV / Lusa

A acoplagem ocorreu às 5:46 de Moscovo (03:46 em Lisboa) em modo automático.

A bordo da Soyuz chegaram à EEI o russo Oleg Kononenko, o norte-americano Kjell Lindgren e o japonês Kimiya Yui.

O voo da nave russa até à EEI durou pouco menos de seis horas, já que foi utilizada a chamada trajetória rápida, que permite à Soyuz alcançar a estação depois de dar apenas quatro voltas à Terra.

As escotilhas vão ser abertas depois de se confirmado o hermetismo da acoplagem e de se igualar a pressão da Soyuz à da EEI, processo que habitualmente leva várias horas.

Os recém-chegados vão juntar-se aos atuais três tripulantes da estação: aos russos Mijail Kornienko e Gennadi Padalka, e ao astronauta da NASA, Scott Kelly.

Um porta-voz da agência espacial russa Roscomos citado pela agência oficial RIA Novosti indicou que durante o voo o painel solar esquerdo da nave não abriu, mas esclareceu que apenas um dos dois painéis garante a energia necessária para o funcionamento da Soyuz.

Situação idêntica ocorreu em setembro de 2014, com a Soyuz TMA-14M, que também acoplou sem problemas à EEI.

A chegada da Soyuz TMA-17M tem lugar comn dois meses de atraso devido a problemas registados recentemente no programa espacial russo, em particular, a perda, em abril último, da nave de carga Progress, que transportava suprimentos para a plataforma orbital.

A Estação Espacial Internacional, um projeto de mais de 100.000 milhões de dólares em que participam 16 nações, orbita a uma velocidade de mais de 27.000 quilómetros por hora, a uma distância de 400 quilómetros da Terra.

Lusa

  • "Foi o momento mais difícil da minha vida", disse a ministra emocionada
    3:24
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35

    País

    A Força Aérea portuguesa é a única força militar, para além da norte-americana, que pode mexer em praticamente todo o motor de um caça F-16. Na base aérea de Monte Real há uma fábrica de caças que pode levar o país a comprar mais aviões às peças, para revender a outras forças militares.

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.