sicnot

Perfil

Mundo

Ataques aéreos turcos na Síria matam nove membros do Estado Islâmico

Os primeiros ataques aéreos turcos, no norte da Síria, provocaram nove mortos da organização 'jihadista' autoproclamada de Estado Islâmico (EI), comunicou hoje o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSHD).

© Bassam Khabieh / Reuters

O diretor do OSHD confirmou à agência France Presse, que "os aviões de guerra turcos realizaram três ataques aéreos, a nordeste da cidade Alepo, provocando nove mortes e 12 feridos", que foram transportados para um hospital da cidade, dirigido pelo EI.

Segundo o Observatório, a investida aérea, a oeste de Jarablus, perto da fronteira turca, teve como alvo posições exatas dos membros do EI.

O lançamento de mísseis, pelos caças F-16, foram as primeiras ações da aviação turca contra a posição dos extremistas na Síria.

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, disse que os ataques comandados pela Turquia, que surgem como resposta ao ataque de quinta-feira do EI ao exército turco (que resultou em uma morte e dois feridos), têm cumprido o seu objetivo e vão continuar.

A Turquia realizou quinta-feira uma grande operação de desmantelamento de redes terroristas em todo o país, resultando na prisão de 251 elementos, segundo um comunicado divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro turco.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras