sicnot

Perfil

Mundo

Turquia acusa Grécia de danificar embarcações que transportam refugiados sírios

Barcos alegadamente tripulados por guardas costeiros gregos danificaram em várias ocasiões lanchas pneumáticas que transportavam refugiados sírios com destino à Grécia, denunciou o governador da cidade turca de Esmirna.

© Yannis Behrakis / Reuters

Numa nota publicada hoje no diário Hürriyet, e citada pela agência EFE, aquele responsável descreve três casos, relatados por refugiados sírios a membros da guarda costeira turca que os resgataram, em que pessoas que falavam grego, mascaradas e envergando uniforme, danificaram a lancha em que se deslocavam, provocando o seu naufrágio.

Na terça-feira passada, uma lancha que levava entre 10 e 15 refugiados foi abalroada por alegados guardas costeiros gregos, e acabou por virar, tendo os refugiados sido posteriormente resgatados pelas autoridades turcas.

Num outro caso, também relatado por refugiados, homens mascarados rebocaram uma lancha de regresso à costa turca, tendo retirado os bidões de gasolina, enquanto num outro incidente, arrancaram o motor do barco e atiraram-no ao mar, segundo o comunicado.

Na segunda-feira, guardas costeiros turcos efetuaram 44 saídas de salvamento e resgataram 568 refugiados, que se deslocavam para as ilhas gregas, além de terem detido três alegados traficantes de seres humanos, acrescenta.

Desde o inicio do ano, 20.165 refugiados sem documentos foram salvos em 629 operações, nas aguas turcas do mar Egeu, ao que se junta a detenção de 42 traficantes, especifica o comunicado.

Lusa