sicnot

Perfil

Mundo

Deputado dos EUA cria projeto-lei 'CECIL' para travar caça a animais ameaçados

Legisladores norte-americanos apresentaram esta sexta-feira um projeto-lei para impedir caçadas controversas, como o caso do leão Cecil, icónico animal de um parque natural do Zimbabué morto por por um caçador americano.

O leão Cecil, do Parque Nacional de Hwange, no Zimbabué, foi morto por um dentista norte-americano que usou um arco e flecha para atingir o leão, alvejando-o a tiro no dia seguinte com o objetivo de o matar, o que provocou indignação mundial e gerou controvérsia em torno da caça e dos troféus animais.

O leão Cecil, do Parque Nacional de Hwange, no Zimbabué, foi morto por um dentista norte-americano que usou um arco e flecha para atingir o leão, alvejando-o a tiro no dia seguinte com o objetivo de o matar, o que provocou indignação mundial e gerou controvérsia em torno da caça e dos troféus animais.

© Eric Miller / Reuters

O projeto-lei de Robert Menendez, deputado do partido democrata do Senado de New Jersey, nos EUA, pretende restringir ainda mais a importação e exportação das espécies ameaçadas, incluindo todos os animais que não estão listados como "animais em perigo" ou "animais ameaçados" e que deveriam estar.

O Serviço de Vida Selvagem dos EUA (FWS), que mantém a lista dos EUA de espécies ameaçadas, propôs, em outubro do ano passado, adicionar-lhe o leão africano devido às perdas que se têm registado no seu habitat natural e também devido à relação cada vez mais conflituosa entre humanos e leões.

"A morte de Cecil foi uma tragédia evitável, que destaca a necessidade de estender a proteção da Lei de Espécies Ameaçadas. Quando temos preocupação suficiente sobre o futuro de uma espécie, deve-se propô-la para a lista", disse Menendez, explicando o motivo pelo qual pretende uma alteração na Lei das Espécies Ameaçadas de 1973.

Este projeto foi aprovado por outros democratas, contudo não se sabe se os republicanos, muitos dos quais se descrevem como caçadores e apoiantes dos direitos de posse de arma para os caçadores, apoiarão o projeto de lei.

O leão Cecil, do Parque Nacional de Hwange, no Zimbabué, foi morto por um dentista norte-americano que usou um arco e flecha para atingir o leão, alvejando-o a tiro no dia seguinte com o objetivo de o matar, o que provocou indignação mundial e gerou controvérsia em torno da caça e dos troféus animais.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.