sicnot

Perfil

Mundo

UE congratula-se com Plano para a Energia Limpa dos EUA

A União Europeia congratulou-se hoje com o plano dos Estados Unidos para lutar contra as alterações climatéricas apresentado pelo Presidente norte-americano, Barack Obama, considerando-o como um "passo positivo".

© China Stringer Network / Reut

O Plano para a Energia Limpa, que impõe que as centrais termoelétricas reduzam 32% das emissões de dióxido de carbono até 2030, é um "passo positivo nos esforços dos Estados Unidos para reduzir as emissões", escreveu no Twitter o Comissário Europeu para o Clima, Miguel Arias Canete.

O plano "dinamiza a COP21", conferência de Paris, a realizar entre 30 e 11 de dezembro, que vai tentar chegar a um acordo para limitar o aquecimento global, disse o comissário espanhol.

Para Miguel Arias Canete, o plano mostra a "vontade dos Estados Unidos para apoiar os compromissos internacionais sobre alterações climatéricas através de ações a nível nacional",

"Se for totalmente implementado, o plano pode promover energia limpa e acelerar a transformação dos Estados Unidos" para uma economia com baixa emissão de carbono, acrescentou.

O Presidente norte-americano, Barack Obama, apresentou hoje na Casa Branca o Plano Energia Limpa.

No discurso, Barack Obama considerou que as alterações climatéricas são uma ameaça para as futuras gerações e para a segurança dos Estados Unidos.

"Só temos um planeta. Não há um plano B", disse Obama, admitindo que nenhum país sozinho consegue fazer o suficiente para combater o aquecimento global.

Lusa

  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42