sicnot

Perfil

Mundo

Jon Stewart apresenta quinta-feira o seu último 'Daily Show'

O humorista norte-americano Jon Stewart apresentará, na quinta-feira, a sua última emissão televisiva satírica do programa 'Daily Show', ao fim de mais de 16 anos a informar e fazer rir parte da América.

O conteúdo e os convidados da sua última emissão permanecem em segredo, mas o programa deverá durar uma hora, o dobro do habitual.

O conteúdo e os convidados da sua última emissão permanecem em segredo, mas o programa deverá durar uma hora, o dobro do habitual.

Evan Vucci / AP

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não o queria ver deixar o programa, assim como os seus fãs, noticia a agência AFP.

O conteúdo e os convidados da sua última emissão permanecem em segredo, mas o programa deverá durar uma hora, o dobro do habitual.

"Que as coisas fiquem claras, eu não estou a morrer", brincou recentemente Jon Stewart, enquanto centenas de milhares de fãs se perguntam como vão suportar a novela da campanha presidencial sem a sua visão sarcástica da atualidade política.

Ao longo dos anos, Jon Stewart, nova-iorquino de 52 anos, "engraçado, cruel e resolutamente de esquerda", conseguiu um lugar único no panorama do audiovisual americano, força de influência da política, do jornalismo e do entretenimento, segundo a AFP.

O telejornal de paródia, 'Daily Show', concentra informações do dia, analisa e decifra declarações de políticos e outros responsáveis, troça das improváveis coberturas informativas televisivas, incluindo da Fox News e da CNN, e denuncia a hipocrisia e estupidez, afirma a AFP.

Além disto, um convidado por dia foi submetido às perguntas de Jon Stewart.

O programa foi assistido, em média, por 1,3 milhões de americanos por dia, e por mais outras centenas de milhares que assistiam na internet, particularmente jovens, que muitas vezes evitam a política e não assistem aos noticiários.

Ao longo dos anos, as críticas renderam-lhe muitos inimigos.

Em fevereiro passado, Jon Stewart confidenciou que precisava "de mais flexibilidade", explicando que o 'Daily Show' o impedia de ver os seus dois filhos de 11 e 9 anos.

Depois de fazer o filme 'Rosewater' em 2013, adaptado da história do jornalista Maziar Bahari, Jon Stewart não descarta voltar ao teatro de 'stand-up', com o qual começou nos anos 1980, depois de se licenciar em psicologia.

O 'Daily Show' ganhou 22 Emmy Awards e dois Peabody Awards e, em setembro, passará a ser apresentado pelo comediante sul-africano Trevor Noah.

Lusa

  • “Génio da comédia” vai deixar “The Daily Show”
    3:14

    Cultura

    Jon Stewart vai deixar o programa “The Daily Show”. O famoso comediante anunciou ontem que até ao final do ano irá sair do programa satírico. "Ele é um génio da comédia, generoso com seu tempo e talento, e será sempre parte da família Comedy Central", referiu o canal em comunicado.

  • Obama despede-se de Jon Stewart no Daily Show
    2:51

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos disse ontem que o Irão é um adversário mas não se fazem as pazes com os amigos. Uma conversa séria num tom ligeiro na última entrevista de Barack Obama ao Daily Show com Jon Stewart.

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.