sicnot

Perfil

Mundo

Boko Haram mata nove pessoas em aldeia no nordeste da Nigéria

O grupo extremista Boko Haram matou pelo menos nove pessoas numa aldeia no nordeste da Nigéria, testemunharam hoje à agência noticiosa AFP habitantes que conseguiram fugir.

© Stringer . / Reuters

Segundo as testemunhas, as nove vítimas foram mortas com armas automáticas na aldeia de Tadagara, na quarta-feira, e os apoiantes do Boko Haram saquearam e queimaram as casas.

"Combatentes do Boko Haram entraram em motas e abriram fogo contra a aldeia, enquanto estávamos na cama. Mataram nove pessoas", disse Shuaibu Nuhu, residente de Tadagara.

O grupo extremista Boko Haram e a sua repressão pelas forças nigerianas já provocaram mais de 15 mil mortos desde 2009.

Uma nova onda de violência atingiu o nordeste da Nigéria desde que o novo Presidente do país, Muhammadu Buhari, tomou posse, a 29 de maio passado e considerou como prioritária a luta contra aquele grupo extremista.

Em dois meses, mais de 800 pessoas foram mortas.

A onda de violência já atingiu o Chade e os Camarões, onde estão a ser perpetrados atentados suicidas.

Os países da Bacia do Lago do Chade estão a preparar uma nova Força de Intervenção Conjunta Multinacional.

A Nigéria, o Níger, o Chade, os Camarões e o Benin participam naquela força que deverá reunir 8.700 homens e deve iniciar missão ainda este mês.

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite