sicnot

Perfil

Mundo

Cinco funcionários da ONU no Mali entre os 12 mortos em ataque a hotel

Cinco funcionários que trabalhavam para a missão da ONU no Mali estão entre os 12 mortos de um ataque e tomada de reféns num hotel em Sévaré, no centro do país, anunciou hoje a organização internacional.

Arquivo Reuters

O ataque aconteceu na sexta-feira, quando homens armados - presumíveis 'jihadistas' - invadiram um hotel em Sévaré, onde estavam instalados vários cidadãos estrangeiros. As forças especiais malianas puseram hoje fim ao assalto, mas 12 pessoas morreram na operação.

De acordo com a Minusma, a missão da Organização das Nações Unidas (ONU) no Mali, entre os 12 mortos constam cinco funcionários de empresas subcontratadas pela ONU no país: Um maliano, um nepalês, um sul-africano e dois ucranianos.

Hoje no final da operação, fonte militar maliana disse às agências internacionais que tinham morrido 12 pessoas: "Cinco terroristas", cinco soldados e "dois brancos", cujas identidades e nacionalidades estavam na altura ainda a ser confirmadas.

As forças especiais conseguiram ainda libertar quatro reféns estrangeiros, um russo e três sul-africanos.

Fonte do governo maliano informou na sexta-feira em comunicado que sete pessoas ligadas ao assalto foram detidas.

Nenhum grupo reivindicou o ataque até ao momento, mas as autoridades suspeitam do envolvimento de seguidores de amadou Kouffa, um 'jihadista' local próximo da Al-Qaida no Magrebe Islâmico (AQMI).

O último atentado contra estrangeiros no Mali ocorreu em março, num restaurante da capital, Bamako, e fez cinco mortos, dois deles europeus.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.