sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela acusa EUA de colocar "funcionários chave" em Caracas para sabotar o seu Governo

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou, na segunda-feira, os Estados Unidos de colocarem "funcionários chave" na Embaixada norte-americana em Caracas para conspirar contra o seu Governo e promover uma "economia de violência".

© Handout . / Reuters

"Tenho provas de que o Comando Sul tem colocado funcionários chave na embaixada dos EUA na Venezuela para dirigir o plano abutre de sabotagem para uma economia de violência", disse.

Nicolás Maduro falava durante uma reunião extraordinária do Conselho Político da Aliança Bolivariana para os Povos da América - Tratado de Comércio dos Povos, que decorreu em Caracas, com a participação dos ministros de Relações Exteriores de 11 países da América do Sul e Caraíbas.

O Presidente venezuelano anunciou que nos próximos dias será criada uma comissão especial, venezuelana, que se reunirá com o Governo norte-americano para apresentar as provas da sua denúncias.

"Eles quereriam que estas tentativas de sabotagem terminassem em golpes de Estado (...) estou seguro que as coisas apontam para isso, pela brutalidade com que nos arremetem, articulando grupos criminosos, atacando a economia, a moeda, a partir de dentro e de fora (do país), atacando o povo, gerando grupos de ultradireita", sublinhou.

Segundo Nicolás Maduro, os ataques à Venezuela fazem parte de "uma conspiração global contra os processos progressistas e revolucionários da América Latina e das Caraíbas".

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.