sicnot

Perfil

Mundo

Imagem Peregrina de Fátima visita capital da Síria em setembro

Uma das imagens peregrinas da Virgem de Fátima vai visitar Damasco, a capital da Síria, em setembro, anunciou hoje o reitor do santuário, explicando que a solicitação partiu do patriarca católico no Médio Oriente.

1920 - A escultura de Nossa Senhora de Fátima é entronizada na Capelinha das Aparições.

1920 - A escultura de Nossa Senhora de Fátima é entronizada na Capelinha das Aparições.

PAULO CUNHA

Segundo o padre Carlos Cabecinhas, trata-se de um "pedido do patriarca Melquita Greco-Católico de Antioquia e de todo o Oriente, de Alexandria e de Jerusalém", Gregório III, que solicitou a visita da imagem peregrina ao país "martirizado por um conflito que dura há mais de quatro anos".

O anúncio foi feito na conferência de imprensa que antecede o início da peregrinação dos migrantes ao Santuário de Fátima, no distrito de Santarém.

Na ocasião, o sacerdote adiantou que a imagem vai estar em Damasco de 07 a 09 de setembro, e referiu que o patriarca pede para que não se esqueça os cristãos sírios na oração, "conforme os repetidos apelos do papa Francisco".

Já o bispo de Leiria-Fátima, António Marto, pediu uma "particular atenção aos cristãos perseguidos pela intolerância e pelo fanatismo fundamentalistas".

"É a resposta a um apelo aflitivo dos bispos dessas regiões, quer no Médio Oriente, quer até na Ásia, que estão a assistir ao extermínio de comunidades cristãs e pedem, aflitivamente, a proximidade de toda a Igreja aos irmãos perseguidos por não quererem trair a sua fé em Jesus Cristo e a fé no Evangelho", afirmou António Marto, considerando que "isto torna-se mais necessário dada a grande indiferença das instâncias internacionais".

Mais de 230.618 pessoas, 69.494 das quais civis, morreram desde o início do conflito na Síria, em meados de março de 2011, segundo o balanço divulgado a 09 de junho pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Em abril, numa audição na Assembleia da República, a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) anunciou que os cristãos são atualmente o grupo religioso que sofre mais perseguições por causa da fé.

Na ocasião, Catarina Bettencourt, em nome da AIS, revelou que o número de cristãos na Síria passou de 1,75 milhões, em 2011, para "pouco menos" de 1,2 milhões, no verão de 2014, "um declínio de mais de 30% em apenas três anos".

A semana passada, o papa Francisco denunciou a perseguição "atroz, desumana e inexplicável" que sofrem atualmente os cristãos e as minorias em algumas partes do mundo, exortando a comunidade internacional a intervir face a esta situação.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.