sicnot

Perfil

Mundo

Responsável pelas operações humanitárias da ONU desloca-se à Síria

O chefe das operações humanitárias da ONU, Stephen O'Brien, desloca-se pela primeira vez à Síria na próxima semana, com o objetivo de melhorar o acesso das ajudas à população num país em guerra civil, referiu o seu gabinete.

© Mohamed Nureldin Abdallah / R

O'Brien, que em maio sucedeu a Valerie Amos, vai designadamente manter encontros com responsáveis sírios em Damasco e espera encontrar-se com famílias refugiadas em Homs, centro do país, e ainda no vale de Beka, no leste do Líbano, acrescentou a mesma fonte.

No final de julho, Stephen O'Brien referiu perante o Conselho de Segurança que a crise humanitária estava a agravar-se num país que entrava no quinto ano de um conflito que provocou cerca de 240 mil mortos e sublinhou a urgência em encontrar uma solução política.

Em julho foi atingida a barreira dos quatro milhões de civis refugiados nos países vizinhos (Jordânia, Líbano, Turquia) e no Magrebe.

No final de 2014 a ONU tinha ainda recenseado 7,6 milhões de sírios deslocados no interior do país.

Esta crise constitui a prioridade número um da ONU no que respeita à ajuda humanitária, com 12,2 milhões de pessoas que necessitam de ajuda, onde se incluem 5,6 milhões de crianças.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.