sicnot

Perfil

Mundo

Responsável pelas operações humanitárias da ONU desloca-se à Síria

O chefe das operações humanitárias da ONU, Stephen O'Brien, desloca-se pela primeira vez à Síria na próxima semana, com o objetivo de melhorar o acesso das ajudas à população num país em guerra civil, referiu o seu gabinete.

© Mohamed Nureldin Abdallah / R

O'Brien, que em maio sucedeu a Valerie Amos, vai designadamente manter encontros com responsáveis sírios em Damasco e espera encontrar-se com famílias refugiadas em Homs, centro do país, e ainda no vale de Beka, no leste do Líbano, acrescentou a mesma fonte.

No final de julho, Stephen O'Brien referiu perante o Conselho de Segurança que a crise humanitária estava a agravar-se num país que entrava no quinto ano de um conflito que provocou cerca de 240 mil mortos e sublinhou a urgência em encontrar uma solução política.

Em julho foi atingida a barreira dos quatro milhões de civis refugiados nos países vizinhos (Jordânia, Líbano, Turquia) e no Magrebe.

No final de 2014 a ONU tinha ainda recenseado 7,6 milhões de sírios deslocados no interior do país.

Esta crise constitui a prioridade número um da ONU no que respeita à ajuda humanitária, com 12,2 milhões de pessoas que necessitam de ajuda, onde se incluem 5,6 milhões de crianças.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.