sicnot

Perfil

Mundo

Dois homens armados matam polícia perto do resort turístico de Sousse na Tunísia

Um polícia foi morto a tiro hoje por dois homens, que dispararam também sobre mais dois agentes perto do resort de Sousse, onde em junho um terrorista matou 38 turistas, anunciaram as autoridades da Tunísia.

© Zohra Bensemra / Reuters

"Atacantes desconhecidos dispararam sobre três polícias numa estrada. Um deles foi atingido e morreu no hospital", disse o secretário de Estado para a Segurança Nacional tunisino, Rafik Chelly, citado pela agência noticiosa francesa France Presse.

"Estamos a investigar, não podemos dizer mais", adiantou o responsável, não especificando se o ataque foi obra de terroristas.

O incidente ocorreu a sete quilómetros de Sousse, especificou, acrescentando que a polícia já lançou uma investigação para encontrar os homens que efetuaram os disparos, e que se faziam transportar numa mota.

Segundo a televisão, os polícias estavam na berma da estrada à espera de boleia para uma cidade no centro da Tunísia.

O ataque surge menos de dois meses depois de um terrorista armada ter morto 30 britânicos e mais oito turistas estrangeiros, entre os quais uma cidadã portuguesa, numa praia em Sousse, num ataque reivindicado pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico.

A Tunísia tem estado em estado de emergência desde esse ataque a 26 de junho, que se seguiu a outro no museu Bardo, em Tunes, em março, no qual morreram um polícia e 21 turistas estrangeiros.

O país enfrenta desde a revolução de 2011 um aumento da violência 'jihadista' que já matou dezenas de soldados e polícias, com a maior parte dos atentados a serem reivindicados pelo ramo do norte de África da Al-Qaida.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.