sicnot

Perfil

Mundo

Autor de tiroteio em tribunal de Nova Iorque suicida-se

O homem armado que matou a tiro um segurança num edifício federal, em Nova Iorque, Estados Unidos, tirou depois a própria vida com um tiro na cabeça, informou a polícia.

JASON SZENES/EPA

Não se sabe o motivo do ataque, mas uma avaliação preliminar da polícia afastou ligações a terrorismo.

Pouco depois das 17:00 de sexta-feira (22:00 em Lisboa), o homem entrou no número 201 da Varick Street, em Manhattan, num edifício onde fica o tribunal de imigração e um gabinete de veteranos.

O homem aproximou-se do detetor de metais onde "imediatamente sacou uma arma e atingiu o segurança a curta distância", disse o chefe da polícia de Nova Iorque, James O'Neill.

"Continuou pela zona de segurança e foi em direção ao elevador, onde encontrou outro funcionário. Nesta altura, acreditarmos que deu um tiro na própria cabeça. O suspeito está morto no local", disse O'Neill.

O segurança foi levado para o Hospital Lenox Hill, tendo sofrido uma paragem cardíaca, indicou um porta-voz dos bombeiros. À chegada ao hospital foi declarado morto, segundo fonte do Lenox Hill.

A polícia disse estar a trabalhar com as autoridades federais, incluindo o departamento de segurança interna e o FBI, para determinar o motivo do suspeito.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.