sicnot

Perfil

Mundo

Suspeitos ligados à morte de 71 migrantes na Áustria ouvidos por tribunal húngaro

- Os quatro suspeitos da morte de 71 migrantes, encontrados na quinta-feira num camião abandonado no leste da Áustria, chegaram hoje ao tribunal de Kecskermét, na Hungria, onde vão ser ouvidos, testemunhou um jornalista da agência francesa AFP.

© Heinz-Peter Bader / Reuters

O Ministério Público pediu que os quatro homens -- três búlgaros e um afegão -- permaneçam sob custódia devido à "natureza excecional do crime, as subsequentes mortes de pessoas no tráfico de seres humanos e a perpetração do ato criminoso de traficar pessoas de forma profissional".

Os quatro suspeitos -- dois deles com idades a rondar os 30 anos e os outros com cerca de 50 anos -- foram transportados em carros separados até ao palácio de justiça de Kecskermét, a cerca de 90 quilómetros a sul de Budapeste, de acordo com o jornalista da AFP.

O Ministério Público requereu que os suspeitos fiquem detidos sob custódia durante um mês, ao mesmo tempo que as investigações deste caso prosseguem.

Segundo os primeiros elementos da investigação, as 71 vítimas -- 59 homens, oito mulheres e quatro crianças -- eram possivelmente refugiados sírios e terão morrido asfixiadas.

Os corpos foram encontrados no interior de um camião abandonado numa autoestrada no leste da Áustria. O camião era oriundo da Hungria.

Segundo a polícia austríaca, estes quatro homens serão apenas elementos operacionais "de um grupo búlgaro e húngaro de tráfico de seres humanos".

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22