sicnot

Perfil

Mundo

Jardim zoológico alemão mata orangotango em fuga

O jardim zoológico da cidade alemã de Duisburg informou hoje que funcionários daquele espaço mataram um orangotango que tinha escapado da respetiva jaula e que podia constituir uma ameaça devido ao seu comportamento agitado.

Arquivo

Arquivo

© Darren Whiteside / Reuters

O orangotango, um macho adulto chamado Nieas, conseguiu escapar na segunda-feira através de uma porta da sua jaula que não ficou devidamente fechada.

O animal ficou depois bastante agitado quando foi confrontado por outro orangotango macho, explicou o jardim zoológico.

"Fora do seu ambiente familiar, o orangotango entrou em pânico, correndo de um lado para um outro com medo", referiu o zoológico de Duisburg, num comunicado, acrescentando que o primata poderia ter saltado a vedação e ter fugido para as ruas da cidade a qualquer momento.

Segundo o zoológico, o uso de dardos tranquilizadores não era uma solução viável porque "teria levado vários minutos para o sedativo fazer efeito".

"Por essa altura, o orangotango já teria fugido para a cidade e não podemos descartar eventuais prejuízos", nomeadamente para os transeuntes.

O jardim zoológico afirmou "lamentar" o facto de ter sido forçado a usar balas reais contra um animal potente, acrescentando que "os funcionários envolvidos estão em estado de choque".

Os orangotangos oriundos das ilhas de Sumatra e Bornéu (Indonésia) são uma espécie ameaçada devido à desflorestação e à caça furtiva.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.