sicnot

Perfil

Mundo

Jardim zoológico alemão mata orangotango em fuga

O jardim zoológico da cidade alemã de Duisburg informou hoje que funcionários daquele espaço mataram um orangotango que tinha escapado da respetiva jaula e que podia constituir uma ameaça devido ao seu comportamento agitado.

Arquivo

Arquivo

© Darren Whiteside / Reuters

O orangotango, um macho adulto chamado Nieas, conseguiu escapar na segunda-feira através de uma porta da sua jaula que não ficou devidamente fechada.

O animal ficou depois bastante agitado quando foi confrontado por outro orangotango macho, explicou o jardim zoológico.

"Fora do seu ambiente familiar, o orangotango entrou em pânico, correndo de um lado para um outro com medo", referiu o zoológico de Duisburg, num comunicado, acrescentando que o primata poderia ter saltado a vedação e ter fugido para as ruas da cidade a qualquer momento.

Segundo o zoológico, o uso de dardos tranquilizadores não era uma solução viável porque "teria levado vários minutos para o sedativo fazer efeito".

"Por essa altura, o orangotango já teria fugido para a cidade e não podemos descartar eventuais prejuízos", nomeadamente para os transeuntes.

O jardim zoológico afirmou "lamentar" o facto de ter sido forçado a usar balas reais contra um animal potente, acrescentando que "os funcionários envolvidos estão em estado de choque".

Os orangotangos oriundos das ilhas de Sumatra e Bornéu (Indonésia) são uma espécie ameaçada devido à desflorestação e à caça furtiva.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57