sicnot

Perfil

Mundo

Polícia francesa detém suspeito de incêndio em Paris

A polícia francesa deteve hoje um suspeito de estar na origem do incêndio num edifício de habitação em Paris, no qual morreram oito pessoas e quatro ficaram feridas.

YOAN VALAT/EPA

A emissora RTL acrescentou que a polícia suspeitou do comportamento do homem, com antecedentes por destruição de bens, apoiando-se também em imagens de videovigilância.

Uma brigada da polícia judiciária lidera a investigação do incêndio, que deflagrou de madrugada, dando prioridade, de momento, à origem criminosa.

O incêndio deflagrou às 04:30 (03:30 em Lisboa) no 18.º bairro de Paris e foi combatido por mais de 100 bombeiros, tendo sido declarado dominado por volta das 07:30 (06:30).

As oito vítimas mortais incluem duas pessoas que se atiraram das janelas para tentar escapar ao fogo, segundo a polícia. Uma fonte próxima da investigação disse que há duas crianças entre as vítimas.

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, disse que tudo indica tratar-se de um crime, uma vez que os bombeiros apagaram, durante a mesma noite, um fogo numa zona da escada do edifício, duas horas antes de se declarar um novo incêndio.

Os bombeiros foram chamados às 02:30 (01:30 em Lisboa) para apagar um fogo feito com papéis no andar térreo do edifício.

Lusa

  • Autoridades suspeitam de origem criminosa no incêndio de Paris
    1:37

    Mundo

    As autoridades estão a investigar as causas do incêndio que esta madrugada vitimou oito pessoas, em Paris. Há suspeitas de origem criminosa. Entre as vítimas, há duas crianças. As chamas fizeram ainda quatro feridos graves. O incêndio começou durante a madrugada e foi controlado já ao início da manhã por cerca de 100 bombeiros. Este é já considerado o incêndio mais grave da década na capital francesa.

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • "Vi o Bas Doost a jorrar sangue para o chão (...) revoltei-me!"
    3:28
  • "Esta semana parecia um filme de terror"
    2:24

    Desporto

    O treinador do Sporting falou pela primeira vez à imprensa desde as agressões de que foi alvo em Alcochete. Jorge Jesus disse que a última semana "parecia um filme de terror" e deixou um agradecimento especial aos adeptos e à "capacidade emocional" dos jogadores.

  • Já se pode pescar sardinha mas há limitações

    País

    A proibição da pesca da sardinha termina hoje, podendo, até 31 de julho, os pescadores capturar 4.855 toneladas, com limites diários, medidas de proteção dos juvenis e monitorização da pescaria, disse à Lusa o Ministério do Mar.

  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29