sicnot

Perfil

Mundo

ONU consternada por dureza da condenação de líder opositor venezuelano

A ONU manifestou-se hoje consternada pela "dureza" da decisão de um tribunal venezuelano de condenar Leopoldo López, líder do partido opositor Vontade Popular, a 13 anos e nove meses de prisão por incitamento à desordem pública.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

Um porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, disse que a "dura sentença" é "preocupante" e que o organismo das Nações Unidas fará uma análise mais profunda da mesma.

Colville lamentou que o Governo venezuelano tenha ignorado uma recomendação do Grupo de Trabalho da ONU sobre Detenções Arbitrárias, que em agosto de 2014 pediu ao Governo venezuelano a libertação do líder opositor.

Leopoldo López, que se encontra detido há mais de um ano e meio na prisão militar de Ramo Verde, foi condenado na noite de quinta-feira pelos delitos de instigação pública, associação delinquente, danos à propriedade e incêndio na sequência da violência registada no final de um protesto convocado por diversas figuras da oposição em 12 de fevereiro de 2014.

Além Leopoldo López, foram condenados quatro estudantes opositores do Governo venezuelano.

A condenação foi hoje também questionada pela União Europeia.

"Os julgamentos contra Leopoldo López, coordenador nacional do partido Vontade Popular e quatro estudantes, Christian Holdack, Marcos Coello, Demian Martín e Ángel González, não proporcionaram aos acusados as garantias adequadas de transparência e devido processo legal", segundo o Serviço de Ação Exterior da União Europeia.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.