sicnot

Perfil

Mundo

Obama lança campanha para incentivar imigrantes a tornarem-se cidadãos dos EUA

O Governo dos Estados Unidos lançou na quinta-feira uma campanha liderada pelo Presidente Barack Obama, para incentivar cerca de 8,8 milhões de imigrantes legais no país a tornarem-se cidadãos norte-americanos.

© Kevin Lamarque / Reuters

A campanha, cujo lema é lema "Stand Stronger", foi apresentada num vídeo protagonizado pelo próprio Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na qual sublinha os benefícios da cidadania norte-americana.

"Ao passares a ser um cidadão norte-americano dás um passo importante para garantir esses sonhos para todos nós. A promessa de melhores oportunidades de trabalho, os direitos e liberdades de que goza qualquer norte-americano e a possibilidade de dar algo mais ao país que agora chamas casa", afirmou o Presidente norte-americano.

"Não se trata de mudar quem és, mas sim de acrescentar um novo capítulo à tua viagem como cidadão norte-americano e à nossa jornadacomo nação de imigrantes", garantiu.

A campanha "Stand Stronger" conta como "embaixadores presidenciais" com o chefe espanhol José Andrés (naturalizado), a atriz Diane Guerrero, o músico Dave Matthews e o ex-jogador de basebol mexicano dos Los Angeles Dodgers Fernando Valenzuela, também naturalizado norte-americano.

"De acordo com estimativas recentes, há aproximadamente 13,3 milhões de residentes permanentes legais a residir nos Estados Unidos, e 8,8 milhões deles podem requerer a cidadania", informou a Casa Branca.

Lusa

  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • Há mesmo um carro voador pousado no meio de Paris

    Dito assim, exageramos a importância da coisa, porque de facto estamos a falar de um protótipo que, inteiro, nunca voou. Dito assim, diminui a importância de termos ali mesmo à nossa frente um seríssimo protótipo de carro voador feito em colaboração pela Italdesign e pela Airbus a grande companhia construtora de aviões na Europa, desde o ano passado também com a colaboração da Audi. Faltava aqui um grande construtor de automóveis capaz de acrescentar o seu conhecimento.

    Lourenço Medeiros