sicnot

Perfil

Mundo

Ataques do Boko Haram de domingo na Nigéria provocaram dezenas de mortos

O grupo extremista Boko Haram realizou no domingo dos ataques mais mortíferos na cidade nigeriana de Maiduguri, desde que o novo Presidente do país, Muhammudu Buhari, tomou posse, provocando entre 50 e 85 mortos.

Jossy Ola

A polícia da capital do estado de Borno disse que pelo menos 54 pessoas morreram nos ataques coordenados de domingo, que deixaram também 90 feridos.

Testemunhas falam de pelo menos 85 mortos.

Os ataques de domingo à noite ocorreram próximo do aeroporto da cidade.

As forças de defesa e equipas de resgate disseram que as explosões foram provocadas com dispositivos caseiros, mas a polícia salientou que uma mulher também se fez explodir.

Maiduguri, onde o grupo Boko Haram foi fundado em 2002, tem sido o epicentro da atividade do grupo, que aumentou desde que o novo chefe de Estado chegou ao poder e prometeu eliminá-los num prazo de três meses.

Desde que o Presidente tomou posse, a 29 de maio, pelo menos 1.100 pessoas foram mortas em ataques do grupo no estado de Borno.

As autoridades nigerianas têm minimizado o número de mortos provocados pelos ataques do Boko Haram, que desde 2009 já retiraram a vida a pelo menos 17.000 pessoas e forçaram mais de dois milhões a deixar as suas casas.

Lusa

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.